Por que as Pessoas Usam Drogas? Prevenção e Tratamento

Seu contato é muito importante

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.
Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Por que as Pessoas Usam Drogas?

Diferentes pessoas usam diferentes drogas por diferentes razões. Podem experimentar drogas por curiosidade, diversão (recreação), pressão social (amigos também o fazem) ou por problemas psicológicos e de autoestima.

Como Evitar ou Reduzir o Uso de Drogas?

Depende da população em questão. Pessoas com problemas de uso abusivo de drogas provêm de todos os níveis sociais e podem apresentar uma variedade de problemas físicos, mentais, laborais, sociais e familiares, associados ao padrão de consumo. Essas comorbidades de saúde afetam a possibilidade de tratamentos farmacológicos devido à interação medicamentosa.

Como Lidar com Estudantes ao Falar Sobre Drogas?

Um clima de terror não ajuda em nada e pode dificultar. As primeiras experiências com drogas são prazerosas, dificultando a compreensão da seriedade do problema. Recomenda-se ter informações para contrapor, alinhando a escola e a família. É fundamental um diálogo aberto, franco e honesto para conhecer a realidade dos alunos e suas famílias. A abordagem deve ser reflexiva, evitando discursos moralistas.


Proibir ou Descriminalizar o Porte de Drogas para Consumo Pessoal?

Apesar de medidas repressivas não serem as mais apropriadas, o encarceramento em massa de pequenos traficantes não é a solução. É necessário uma política de drogas apoiada na prevenção, tratamento e controle da oferta. Não estamos preparados para a legalização total devido à economia das drogas. Precisamos superar desafios na estruturação de serviços de atenção e cuidados para usuários de drogas e aprimorar a capacitação da polícia para compreender o fenômeno.


Como Atrair uma Pessoa para a Rede de Atenção Psicossocial (RAPs)?

A Entrevista Motivacional (EM) é uma técnica baseada na terapia centrada no cliente, desenvolvida para tratamento psicoterapêutico de dependência de drogas e álcool. Seu objetivo é desenvolver motivação intrínseca para o tratamento, permitindo superar ambivalências. A EM mudou a perspectiva de que só é possível ajudar quem quer.


Serviços Oferecidos no Tratamento do Uso Abusivo e Dependência de Drogas

Pessoas que procuram apoio para superar a dependência química geralmente são encaminhadas via relacionamentos pessoais ou institucionais. O “Consultório de Rua” faz interlocução com dependentes químicos em situação de rua. O primeiro passo é uma avaliação inicial por um profissional, seguida de encaminhamentos como tratamento ambulatorial, internação, grupos de mútua ajuda e comunidades terapêuticas.


Como Fomentar o Lazer Sem Drogas?

Use estratégias criativas, dando voz aos alunos que preferem formas alternativas de alcançar benefícios como descontração e coragem para paquerar. Adapte seu trabalho ao público-alvo e evite recomendações de livros ou aulas teóricas sobre o assunto. Atue nos palcos onde a subcultura das drogas é construída, como quadras e treinos esportivos.


Como Lidar Emocionalmente com a Frustração e a Ansiedade?

Ansiedade e frustração são naturais e protetivas para a vida, compondo o sistema de alerta. O problema surge quando se tornam recorrentes, ampliando a tensão na vida. Diversificar a interpretação das circunstâncias cotidianas cria novos cenários para abordar a vida. Se a tensão impactar o corpo biológico, é importante procurar ajuda especializada.


Prevenção nas Escolas

Ajudar os jovens a lidar com timidez, sensibilidade extrema, frustração e dificuldade de se colocar diante de um grupo diminui o uso de drogas. O Life Skills Training (LST) é um programa exemplar, focado no desenvolvimento de habilidades sociais e na resistência a drogas. Inclua informações realistas sobre os riscos do uso de drogas e benefícios de não usá-las, evite sermões e envolva os alunos ao máximo.


O Que Fazer e o Que Não Fazer em uma Roda de Conversa

Apresente informações fundamentadas sobre drogas de maneira isenta e honesta. Inclua informações realistas sobre os riscos e benefícios de não usar drogas. Discuta alternativas ao uso de drogas e envolva os alunos ao máximo. Não exagere dados de consumo e não generalize as informações.


Como Lidar com Usuários Abusivos e Dependentes de Drogas

Amizade é fundamental: seja o melhor amigo que você puder ser. Utilize comunicação não-violenta, mostre empatia, comunique sua preocupação e peça permissão para se envolver. Confrontar assuntos difíceis é um desafio, mas perguntas diretas e honestas são essenciais.


Por Que o Álcool é Lícito e Outras Drogas Não?

O álcool é legalizado e comercializado por ser socialmente aceito, apesar de causar dependência e problemas de saúde. A legalidade de uma droga varia conforme interesses políticos e socioeconômicos. Droga é droga, e todas causam danos à saúde.


A Maconha Causa Menos Mal do Que o Álcool?

Estudos indicam que a maconha é menos mortal que o álcool, mas ainda causa prejuízos cognitivos e problemas de saúde. A maconha pode antecipar problemas psiquiátricos em pessoas predispostas, inclusive em jovens.

Fonte: Megacurioso


Existe Dose Segura para as Drogas?

É difícil quantificar uma dose segura para drogas devido à variedade existente no mercado. O uso recreativo pode progredir para o vício, relacionado à tolerância do organismo. Estudos medem a diferença entre uma dose efetiva e uma dose letal.

Fonte: Hypescience


Existe Interferência do Estado Emocional no Uso de Drogas?

As drogas interferem diretamente no estado emocional, sendo usadas para lidar com conflitos. A abstinência pode desencadear sintomas emocionais negativos como depressão e ansiedade. A dependência interrompe o processo emocional normal.


Existem Pessoas com Mais Propensão ao Vício?

Estudos indicam que a propensão ao vício pode resultar de uma complexa interação de fatores genéticos, psicossociais e culturais. A predisposição hereditária à dependência química é um fator, mas o histórico familiar e a exposição precoce também influenciam.


Drogas Ilícitas que Representam Maior Desafio para as Autoridades

A maconha é a substância ilícita mais consumida no Brasil, seguida pela cocaína. O mercado mundial de drogas ilícitas é dinâmico e desafiador, com um faturamento anual de quase 900 bilhões de dólares. O narcotráfico alimenta outras atividades criminosas, como tráfico de armas e pessoas.

Tratamento para ecstasy e LSD
Tratamento para ecstasy e LSD

Efeitos da Maconha a Curto e Longo Prazo

Efeitos a curto prazo: Sensação de bem-estar e relaxamento, prejuízos na memória e atenção, delírios, alucinações, aceleração dos batimentos cardíacos, hiperemia conjuntival, diminuição na produção de saliva.

Efeitos a longo prazo: Perda de memória, prejuízo na capacidade de aprendizagem, diminuição da motivação, comportamento violento, dependência, doenças pulmonares e cardíacas, aumento do risco para transtornos mentais, disfunções sexuais.


Usar Maconha para Relaxar

A maconha pode aliviar estresse e ansiedade a curto prazo, mas piorar a depressão com o tempo. Os efeitos variam conforme a dose e a sensibilidade individual. Estudos indicam que a cannabis rica em CBD e baixa em THC pode reduzir sintomas de depressão e ansiedade a curto prazo.


Diferença Entre Tipos de Maconha: Fêmea, Hidropônica, Haxixe, Skank

Haxixe: Resina extraída da planta da maconha, com maior concentração de substâncias psicoativas.

Skunk: Variedade de maconha com altos níveis de THC.

Fêmea: Refere-se às plantas femininas de maconha.

Hidropônica: Técnica de cultivo sem solo.


Composição da Maconha

A maconha contém mais de 400 componentes, incluindo 60 compostos psicoativos (canabinóides). O THC é a principal substância psicoativa, responsável pelos efeitos no cérebro. Outros componentes incluem canabidiol (CDB), nabilona, dronabinol, tetrahidrocanabivarina (THCV), canabigerol (CBG) e terpenos.

Fonte(s) da resposta:


Mercado Mundial da Maconha

A maconha é a droga mais consumida do mundo, com um mercado em crescimento. Estima-se que o mercado mundial de cannabis aumente a uma taxa de crescimento anual de 19.64%, atingindo US$ 36,9 bilhões em 2024. A legalização progressiva para fins médicos e recreativos impulsiona esse crescimento.

Saiba mais o tratamendo para Maconha aqui


Efeitos do Uso de Maconha em Adolescentes

O uso de maconha na adolescência pode causar perda de QI, depressão, ansiedade, baixo desempenho escolar e dependência. O consumo fragiliza o sistema do adolescente, potencializando fraquezas e gerando danos irreversíveis.


Efeitos da Mistura da Maconha com Outras Drogas

Misturar maconha com outras drogas, como cocaína e crack, aumenta os riscos para a saúde. A combinação de sedativos e estimulantes pode levar a um estado de prostração física e necessitar de assistência médica. Misturar maconha e álcool aumenta os níveis de THC no sangue, potencializando os efeitos adversos.


O Que é a Maconha?

Maconha é o nome dado à planta Cannabis sativa. Suas folhas e inflorescências secas podem ser fumadas ou ingeridas. O THC é a principal substância psicoativa, responsável pelos efeitos psíquicos.


Maconha: O Que o Médico Precisa Saber

A maconha é a substância ilícita mais consumida no mundo, contendo mais de 100 canabinóides. Os efeitos incluem euforia, relaxamento, alterações sensoriais, ansiedade, medo, desconfiança e ataques de pânico. Pode causar dependência, com sintomas de abstinência como irritabilidade, alterações de humor, dificuldades com o sono e redução do apetite. O uso de maconha está associado a um aumento do risco para vários quadros psiquiátricos, incluindo psicose e esquizofrenia. A maconha medicinal tem propriedades antieméticas, sendo usada para tratamento de náusea, síndrome consumptiva da AIDS e epilepsia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress
× Como posso te ajudar?