Day trade: vício no mercado financeiro | Jovens Livres

Seu contato é muito importante

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.
Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.


Início » Tratamentos » Vício no mercado financeiro: qual é o limite para dependência

Vício no mercado financeiro: qual é o limite para dependência

O vício em mercado financeiro é um fenômeno preocupante que se assemelha à dependência de jogos de azar, envolvendo a negociação compulsiva e excessiva de ações, criptomoedas e outros ativos financeiros. 

Esse tipo de comportamento é frequentemente impulsionado pelo sistema de recompensa do cérebro, que libera dopamina durante negociações bem-sucedidas.

Criando uma necessidade constante de repetir a experiência para obter o mesmo nível de satisfação. 

Pensando nisso, vamos explorar os perigos dessa compulsão, desde o investimento saudável até a dependência que pode prejudicar seriamente a saúde mental e financeira.

O que leva à perda significativa de dinheiro, aumento do estresse, depressão, isolamento social e até a ruína de relacionamentos. 

Por isso, agora que você conhece os riscos de se tornar viciado em day trading e negociação de ações, continue a leitura, descubra tudo sobre o assunto e veja se você é um viciado. Boa leitura!

O que é vício no mercado financeiro?

O vício no mercado financeiro é uma compulsão por negociar ações, criptomoedas ou outros ativos financeiros de maneira contínua e excessiva, semelhante a um vício em jogos de azar. 

Esse tipo de comportamento é impulsionado pelo sistema de recompensa do cérebro, onde a dopamina, o hormônio do prazer, é liberada durante negociações bem-sucedidas

O que pode criar uma necessidade constante de repetir a experiência para obter o mesmo nível de satisfação​.

Do investimento à dependência: quais os malefícios do vício?

A transição do investimento saudável para a dependência ocorre quando o ato de negociar se torna o foco principal da vida da pessoa.

O que pode desencadear comportamentos de risco e prejudicando sua saúde mental e financeira. 

Entre os malefícios estão a perda significativa de dinheiro, aumento do estresse, depressão, isolamento social e até mesmo a ruína de relacionamentos pessoais e profissionais

Como saber se você é viciado no mercado financeiro?

Agora que você já sabe o que é vício no mercado financeiro e que a pessoa que acaba por se tornar dependente tem mais prejuízos do que ganhos na saúde mental, como saber se alguém é viciado no mercado financeiro?

Se você se identifica com algumas das questões a seguir, você pode ser viciado em trading no mercado financeiro:

  • negociar constantemente, mesmo durante o trabalho ou momentos inapropriados;
  • negligenciar responsabilidades: priorizar a negociação de ações acima de compromissos pessoais e profissionais;
  • euforia com ganhos: sentir excitação desproporcional após ganhar dinheiro no mercado de ações;
  • perda de interesse em outras atividades: abandonar hobbies e interesses, focando apenas na negociação de ações;
  • negação de problemas: recusar-se a reconhecer os problemas financeiros ou pessoais causados pela obsessão com o mercado de ações;
  • comportamento arriscado: aumentar progressivamente o risco das negociações para tentar compensar perdas anteriores;
  • sentir frustração ou depressão após perdas financeiras;
  • obsessão por monitorar o mercado e buscar novas oportunidades de investimento;
  • mentir para amigos e familiares sobre suas atividades de negociação;
  • usar crédito ou economias pessoais para continuar investindo​;
  • mesmo com perdas não deixar de investir;

Fatores que contribuem para o vício no mercado financeiro

Veja o Vídeo de Como o Day Trade Destrói Vidas

Além dos fatores genéticos, psicológicos e sociais poderem influenciar o vício em negociações financeiras, pessoas com histórico familiar de jogos de azar, problemas de saúde mental ou que trabalham no setor financeiro têm maior chance de desenvolver esse vício.

O impacto da tecnologia no vício em negociações financeiras

Aplicativos de negociação e plataformas de mídia social, como Robinhood, aumentaram a acessibilidade e o apelo das negociações financeiras, muitas vezes gamificando a experiência com notificações e recompensas visuais.

Isso pode aumentar o risco de comportamento viciante, especialmente entre investidores novatos​

Casos reais: viciados em bolsa

Um bom exemplo de casos reais sobre vício em mercado financeiro é a matéria da Infomoney.

Um exemplo é o de Mariana Higino, que começou a operar o home broker em 2009 e rapidamente se viu presa em um ciclo vicioso de investimentos, sacrificando seu tempo e saúde. 

Ela chegou a perder R$17 mil em uma semana, o que a fez perceber sua compulsão.

Eduardo Carbonera da Silveira, outro caso destacado, trocou seu emprego de marketing para se dedicar integralmente à Bolsa, apesar das preocupações de sua namorada psicóloga sobre seu comportamento obsessivo.

Além disso, o vício em mercado financeiro também é exemplificado por Alexandre Shinoda, que mesmo mantendo seu emprego como administrador de banco de dados, deixou que as operações afetassem suas atividades diárias e seu humor.

Ele reconhece que o home broker interferiu em sua vida pessoal, limitando seu tempo para outras atividades. 

A matéria também destaca como a compulsão por investimentos pode levar a prejuízos financeiros e problemas de saúde, comparando-a a outros tipos de vício, como jogos de azar, devido à produção de dopamina no corpo, que reforça o comportamento aditivo.

Vício em mercado financeiro: tratamentos

O tratamento para pessoas viciadas em mercado financeiro, especialmente em atividades como day trading, inclui intervenções psicológicas para lidar com a compulsão e o comportamento de risco.

Primeiramente, é crucial identificar os sinais de vício, como a negociação obsessiva, negligenciar responsabilidades pessoais e sociais, e comportamentos impulsivos.

Além disso, profissionais recomendam a busca por apoio de terapeutas e conselheiros especializados, que podem ajudar a desenvolver estratégias de enfrentamento e a estabelecer limites comerciais rigorosos. 

Dessa forma, a terapia pode envolver sessões individuais e em grupo, promovendo um espaço de acolhimento e compreensão das emoções ligadas ao vício​.

Se você gostou desse conteúdo e quer saber mais sobre tratamento de compulsões, fale com a Jovens Livres e descubra tudo sobre o assunto.

Se quiser encontrar uma clínica para dependentes do mercado financeiro, clique aqui e descubra como um terapeuta nosso pode ajudar!

Sumário
Day trade: vício no mercado financeiro
Nome do Artigo
Day trade: vício no mercado financeiro
Descrição
Vício no mercado financeiro: day trade, renda fixa, renda variável, investimento em fundos e muito mais. Qual é o limite para dependência
Autor
Nome do Redator
Clínicas Jovens Livres
Logo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress
× Como posso te ajudar?